sábado, junho 28, 2008

282 - Gelsimar Duarte Lourençon, o autor de Nosso Hino


Meu nome é Gelsimar Duarte Lourençon, tenho 39 anos. Como a maioria, nasci em Pelotas, mas sempre vivi em Capão do Leão, primeiro como 4º Distrito de Pelotas depois como cidade emancipada. Meus pais são Gelsi Girão Lourençon – que criou a mim e a meus irmãos trabalhando nas Pedreiras deste Município como graniteiro – e Jurema Duarte Lourençon, que além dos afazeres domésticos era costureira. Cursei o primário na Escola Barão do Arroio Grande e as séries finais na Escola Estadual Presidente Castelo Branco. Ex-seminarista, com 13 anos fui morar em São Leopoldo onde fiz magistério em nível de segundo grau e posteriormente ingressei em Teologia, onde me dediquei durante três anos e meio ao estudo das exegeses cristãs, a música e as línguas do Antigo e Novo Testamento [grego, hebraico e latim] e lecionando na cidade de Canoas. Retornei a Capão do Leão aos 19 anos e ingressei na Carreira do Magistério lecionando na Escola Municipal Barão do Arroio Grande durante o ano de 1989. Após, trabalhei no Departamento de Pessoal do Mapel [Movimento Assistencial de Pelotas] com o Projeto Primeiro Emprego para Meninos de Rua. Depois trabalhei no Banco Bradesco de Pelotas até 1992, voltando à docência no Município de Capão do Leão lecionando nas Escolas Manoel Serafim [Palma] e Ildefonso Lopes [Horto Florestal] e Escola Barão do Arroio Grande. Em 1993 fui convidado à direção da Escola Municipal Prefeito Elberto Madruga, onde dirigi este estabelecimento por um ano. De 1994 a 2000, intercalei minha vida profissional – Escola Barão do Arroio Grande e Cel. Raphael Sampaio, no Pavão – com meus estudos. Neste período fiz formação curta em matemática contábil, Licenciatura Plena em Filosofia pela UFPel e Pós-graduação em Educação [Educação Libertadora em Paulo Freire] pela FaE/UFPel. Além de ser professor concursado no Município, em 2002 fui nomeado professor de Filosofia pelo Estado atuando sempre na Escola Estadual de Ensino Médio Presidente Castelo Branco. Antes disto, em 2001, fui convidado a trabalhar na Secretaria Municipal de Educação do município como Diretor Financeiro que depois passou a denominar-se Supervisor Administrativo. Nesta função trabalhei na Secretaria de Educação de 2001 a dezembro de 2006, quando assumi como Secretário Municipal de Educação, cargo que detenho até o momento. Atualmente, também sou comunicador da Rádio América FM – 104.9, onde todos os domingos faço um Programa musical.
Um dos orgulhos que tenho na vida, além de meus filhos, é o fato de ter participado de concurso público e ter me tornado ao autor da letra do Hino de Capão do Leão, uma poesia de homenagem ao povo leonense.
Quanto à Educação, sempre acreditei ser o único instrumento efetivo de emancipação do ser humano. É ela que nos dá consciência do que somos, quais princípios e regras de conduta a serem adotados e qual nosso papel na sociedade. Estas condições é que nos tornam efetivamente cidadãos, que respeita e faz se respeitar em seus direitos e deveres. Por isto, meu trabalho frente à Secretaria de Educação sempre foi pautado na oportunização e qualificação do ensino municipal, elemento fundamental na formação da consciência coletiva leonense.
Acima de tudo, acredito na honra, na ética, no trabalho, na simplicidade e na honestidade como principais virtudes que um homem possa ter. Aprendi, também, que um homem não vale pelo quem tem, mas pelo que ele é de fato. Obrigado pela oportunidade aos amigos do Jornal Tradição.
Jornal Tradição, 28 de junho de 2008

Nenhum comentário: