segunda-feira, agosto 13, 2007

215 - Hydraulica Pelotense (Represa Moreira)

Publicado em Jornal do dia 13 de janeiro de 1895.

Tivemos, há dias, occasião de visitar as importantes obras realisadas na Hydraulica Pelotense, pelo habil profissional Dr. Cassan.
Em nossa companhia achavam-se diversos cavalheiros, que não puderam reter as manifestações de admiração, pelo progresso que ali deprehenderam, ficando nós verdadeiramente surprehendidos, pela grandiosidade e pelo acerto com que aquele distincto engenheiro hydraulico concedeu e realisou o vasto número de refórmas das obras necessárias, para o abastecimento de água.
Querendo dar uma ligeira idéia do que ali vimos, e que, em parte, poderá ser avaliado brevemente pelo publico, graças ás vistas tiradas pelo habil photographo Sr. Capitão Augusto Amoretty, e que serão expostas em nosso escriptorio, passaremos a uma rapida descrição das machinas e constucções que ali existem.
O arroio Moreira fórma uma immensa bacia, antes de entrar no reservatorio, que tem a capacidade de 4 milhões de litros, e revestido de solidos paredões de alvenaria, com 5 metros de altura, e onde as aguas começam a decantar-se.
As aguas entram ali, por um cano de 0m,50 de diametro, dotado de um ralo de ferro galvanisado.
Este reservatorio está dividido em duas secções.
As aguas passam atráz de duas paredes, de 5 metros de espessura, e com 5 camadas verticaes de materias filtrantes, compostas de granito britado, do mesmo granito de menor dimensão, de cascalho miúdo, de areia quartzosa e, finalmente, de cascalho e granito miúdo – todas préviamente peneiradas e lavadas, - formando assim um perfeito filtro.
Dali as aguas se escóam para 3 grandes reservatósios, cada um com capacidade de 1.450.000 litros.
Destes reservatorios passa a agua por dois canos de 0m,30 de diamentro e um tunel de 30 metros de comprimento, para o poço de alimentação das machinas, situado na sala dos motores e bombas.
Todos estes reservatorios, bem como os filtros, pódem funccionar, segundo nos asseverou o Sr. Dr. Cassan, simultanea ou separadamente, para facilitar a limpeza, sem interrupção do serviço.
Estes tanques estão fechados por aramados, com esteios de pedra granitica, porteiras e cancellas, para facilidade dos serviços, e os taludes interiores, acima das paredes dos reservatorios, revestidos de torrões de gramma.
Comparamos a agua do arroio Moreira, que era a mesma que antigamente a companhia fornecia ao publico, com a dos tanques, depois de filtrada, e não pudemos deixar de admirarnos da enorme differença porquanto tinha havido enchurrada na vespera, e a agua amarelada e barrenta do arroio cahia nos tanques, depois de filtrada, perfeitamente clara, incolôr, crystalina, sem o menor detricto em suspensão, e com todas as qualidades potaveis que se pôde desejar.
Podemos affirmar que a companhia Hydraulica, neste desinderatum, attingio perfeitamente ao fim a que se propôz, de fornecer á nossa população – agua nas melhores condições possiveis de potabilidade e de pureza. Passando á casa das machinas, um bello edificio, construido com toda a solidez e elegancia, ali vimos dous excellentes motores, de 50 cavallos dynamicos, cada um, accionando duas magnificas bombas, que recalcam 33 litros de agua, por segundo, - o que corresponde a 2.000 litros por minuto, cada uma, á uma altura de 48 metros no reservatorio que existe em cima de uma torre de ferro, systema Eiffel, com 32 metros de altura.
Este reservatorio tem a capacidade de 113.000 litros e jorra agua para o encanamento geral.
Comparada com o nivel do encanamento geral, a altura do reservatório é de 56m,40.
O encanamento, contado da ramificação de cano de descida, tem a extensão de 18.800 metros.
Devido á carga de 56m,40, que corresponde a 0m,003, por metro, e uma velocidade de 1m,047 por segundo que produz o total de 2.782.000 litros por 12 horas do dia, em que trabalham as machinas, deve-se levar em conta a agua que chega a esta cidade – sem passar pelo reservatorio, o qual se acha á 9 metros acima do encanamento, e eleva a carga total a 65,40, - o que equivale a 0m,00348, por metro, e uma velocidade de 1.211 litros por segundo, com a producção de 3.000.000 litros, por 12 horas, além da quantidade de agua, que entra no reservatorio, durante a noite, por pressão natural, e que póde ser avaliada em 800.000 litros.
Estes dados que nos foram gentilmente offerecidos pelo Sr. Dr Cassan, servem para provar, á evidencia, que a Companhia Hydraulica está actualmente habilitada a abastecer amplamente á população, ainda mesmo quando duplicar-se o numero de possuidores de pennas.
Muita gente há ainda em Pelotas que desconhece a importancia das obras realisadas pela companhia, que, póde-se dizer, excedeu ás suas congeneres da capital do Estado e do Rio Grande, nos grandes melhoramentos que effectuou, com enorme onus, mesmo até com sacrificios.
Uma visita áquelle bello local, e a vista dos grandes reservatorios, machinas e solida torre de ferro, por certo, deslumbrará os curiosos que ali forem e que dar-se-ão amplamente compensados do sacrificio que fizérem, nesse magnífico passeio.
Felicitando o digno gerente da Companhia Hydraulica e o habil engenheiro que concebeu e realisou tão grandioso melhoramento, cumprimos um dever, como inerpretes do interesse publico.
Mais:

Nenhum comentário: