sexta-feira, janeiro 26, 2007

168 - Castelos no Capão do Leão


Conforme me contaram, há dois castelos no Capão do Leão. Um deles ficaria na Fazenda Chaves, no Passo das Pedras e foi construido pela família Chaves na mesma época da construção do castelo de Assis Brasil, em Pedras Altas. As famílias eram muito amigas e Assis Brasil ficava no castelo do Passo das Pedras quando visitava a família Chaves. Fala-se também que Conde D´Eu e a Proncesa Isabel pousaram neste castelo. O outro ficaria ao Norte do Capão do Leão, em terras de Maria Amélia Vregue. Não sei maiores detalhes sobre este castelo. Se alguém souber informações sobre estas localidades, entre em contato. Pode ser pelos comentários desta página ou pelo email arthurvictoria@gmail.com.

domingo, janeiro 21, 2007

167 - Jardineira


As Jardineiras (Ônibus Aberto) circularam no Capão do Leão entre os anos de 1929 a 1948 e a empresa pertencia a José Corrêa da Silva. Meu tio Vladir Moreira dos Santos contou que ela percorria o trecho entre Capão do Leão e Pelotas em 1:20 horas.

quinta-feira, janeiro 18, 2007

166 - Bloco do Boi (Foto)


Colaboração: Professor Gelsimar D. Lourençon

165 - Bloco do Urso (Foto)


Colaboração: Professor Gelsimar D. Lourençon

164 - Inauguração do Busto do Prefeito Madruga


Fotografia da inauguração do Busto do Primeiro Prefeito do Capão do Leão, Sr Elberto Madruga, em 24 de maio de 2002. Na foto aparecem: Dona Nehythes Madruga, esposa do homenageado e o Professor Gelsimar Duarte Lourençon, que fez a pesquisa sobre a vida do ex-prefeito e narrou-a nesta solenidade.

quarta-feira, janeiro 17, 2007

163 - Associação dos Trabalhadores do Quarto Distrito


Matéria Publicada no Jornal da Tarde em 10/10/1959
.
Associação dos Trabalhadores do Quarto Distrito, uma Sociedade Que Luta Pelo Progresso da Vila do Capão do Leão.
.
Com sete anos de existência possue um saldo de realizações positiva sem favor de seus associados. - Reconhecida de utilidades publica pela lei num. 675. - Serviços assistenciais - Carta deReinvindicações -- Diretoria atual.
.
FINALIDADES
A Associação dos Trabalhadores do quarto distrito com sede na vila do Capão do Leão, foi fundada em 5 de fevereiro de 1952, tendo por finalidade precipua[1] congregar os trabalhadores de todas as categorias sociais, promovendo por todos os meios ao seu alcance a elevação do padrão de vida dos mesmos. Incluiu a Associação em seu programa básico também a assitência aos trabalhadores rurais, sendo um de seus objetivos a instalação de núcleos no interior do quarto distrito.
A sociedade encontra-se devidamente inscrita no Registro das pessoas jurídicas sob o número 371, tendo sido reconhecida como de utilidade pública, através da Lei Municipal de 5 de novembro de 1956 que tomou o num. 675.
.
SÉDE PRÓPRIA
Em primeiro de outubro de 1953 foi lançada a pedra fundamental do edifício onde atualmente está localizada a sede da Associação dos Trabalhadores do quarto distrito. Governava Pelotas nessa ocasião o ilustre prefeito Mario David Meneghetti a quem coube depositar na urna a ata alusiva á solenidade seria o primeiro passo da novel[2] entidade pelo progresso da vila do Capão do Leão. Vencendo sacrifícios de ordem várias conseguiu a Sociedade levantar a atual sede, onde funcionam, hoje diversos serviços de grande valia para a população leonense. Entre estes, podemos citar: Açougue popular, onde está sendo vendida carne especial, de primeira a população a Cr$ 33,00[3] o quilo. Funciona também na sede um Curso Preparatório, com a finalidade detornar aptos os alunos a prestarem seus exames de admissão aos ginásios de Pelotas. Em moderno gabinete dentário, está sendo prestada assistência a toda a população. É de notar que é o único gabinete dentário que existe na localidade, cujo o número de habitantes não é inferior a cinco mil. Há uma necessidade premente[4] de uma assistência dentária para população infantil da vila que é enorme, estando a Sociedade em atendimento com a LBA, afim de conseguir prestar assistência dentária gratuíta as crianças. Além dissea Sociedade, graças ao despreendimento e boa vontade de médicos de Pelotas que etendem gratuitamente os associados tem encaminhado viversos casos, todos eles atendidos satisfatóriamente. Funciona na sede social um escritório para o encaminhamento de todo e qualquer assunto que diga respeito as repartições federais, estaduais, e municipais, inclusive com assistência, também gratuíta, de advogados que, numa cooperação, prestam seus serviços profissionais aos associados.
.
MENSALIDADE
É de Cr$ 10,00 [5] a mensalidade dos associados. Como se ve irrisória para que a Sociedade possa desenvolver suas atividades e prestar maiores benefícios a todos. Contudo, tendo em vista a difícil situação que avassala os lares humildes da população operária e, tendo em vista que, mesmo sendo pequena a contribuição, apenas uma minoria está em dia com seus compromissos, decidiu a diretoria não propor nenhum aumento daquele valor.
.
REINVINDICAÇÕES
Tem sido, indubitavelmente[6], a Associação dos Trabalhadores a grande pioneira das renvindicações que dizem respeito aos interesses da vila do Capão do Leão. Ainda em julho de 1956, um representante da Sociedade viajou a Porto Alegre e ao Rio de Janeiro, sendo portador duma Carta de Reivindicações que consubstanciava os seguntes itens:
1 - Carateamento dos gêneros de primeira necessidade, através da instalação dum posto do SAPS;
2 - Instalação duma Escola Artezanal com a finalidade de aproveitar jovens leonenses e, mesmo do interior os quais por injunções varias, não tem possibilidade de se deslocarem da vila para outros centros;
3 - Maior assistência a infância com amparo e orientação ás gestantes, fornecimento de dieta especial às crianças e o completo serviço médico e dentário;
4 - Criação dum Sub-Posto de higiene, com enfermeiros especializados e médicos para consultas, ao menos duas vezes por semana. (Atualmente em Capão do Leão, para uma população de cinco mil almas, não há um único médico);
5 - Ligação de rede elétrica da Vila com a de Pelotas, possibilitando não apenas a luz, mas também a Força, indispensável no progresso da localidade;
6 - Empréstimo a Sociedade duma importância que lhe permitisse a instalação duma granja, no interior do distrito, com a finalidade não só de baratear a vida para seus associados com a de em combinação com os Serviços do Ministério da Agricultura, servir de centro de aprendizado a menores desajustados;
7 - Construção pelo I.A.P.I. dum núcleo de casas populares, destinadosaos contribuintes daquela autarquia (mais de 550) operários das Pedreiras locais;
8 - Calçamento da rua principal da localidade, através dum entendimento entre os Poderes Municipais e o DAER....
.
Presidente de Honra Manoel Vasques Villa, Presidente Vignol Nunes, Segundo Vice-Presidente Edmundo Teixeira da Silva, Terceiro Vice-Presidente Florencio Fagundes, Primeiro Secretário Elberto Madruga, Segundo Secretário Jairo Fernandes, Terceiro Secretário J.Conceição Gomes, Primeiro Tezoureiro Carlos J. Dias, Segundo Tesoureiro Fernando Beleia.
.
Conselho Deliberativo: Altivo Lima, José Froncelino, Darci Nogues Madruga, Vivaldo Duarte, Sabino Silva, Oni Nunes, José Jardim.
.
Conselho Fiscal 1: Manoel Gomes, Adelino Teixeira, Deoclecio Brum.
Comissão de Diversões: Edmundo Teixeira da Silva, Sabino Silva, Jairo Fernandes, Edi Oliveira, Alfredo Schmidt, Albero Lucas Soares.
Comissão de Obras: José Francelino, Manoel Gomes, Hipólito Cassiano das Neves, Frederico Dittgen.
.
Comissão de Finanças: Carlos de Jesus Dias, José Jardim. Jairo Fernandes, Dario Dutra Xavier, Florencio Fagundes.
.
[1]Precípou = essencial, principal.
[2]Novel = novo, principiante, inexperiente.
[3]Corrigindo pelo IGP-DI de out/1959 até dez/2006 Cr$ 33,00(cruzeiros) correpondem à R$ 4,03 reais(http://www4.bcb.gov.br/pec/Correcao/corrige.asp)
[4]Premente = Urgente.
[5]Corresponde hoje a R$ 1,22 (reais)
[6]Indubitável=Que não pode ser posto em dúvida, Que não oferecedúvida, Certo, Incontestável.
.
Material enviado pelo Professor Gelsimar D. Lourençon. Professor, muito obrigado!
.
PS: A foto é da década de 60, de um posto médico no Bairro Jardim América, extensão da Associação dos Trabalhadores do Quarto Distrito (Capão do Leão).

162 - Aspectos do Brasão (Segundo Colocado)

Colaboração do Professor Gelsimar D.Lourençon
.
.
(A) CORES
.
01-Verde: Área verde que predomina no município;
02-Cor Ocre (Amarelo Pastel): A cor do leão, A cultura do arroz;
03-Cinza: O granito;
04-Branco: A Paz.
.
(B) FIGURAS REPRESENTATIVAS
.
01-Leão: Símbolo do povo leonense, origem do nome do município;
02-Panícula de Arroz: Cultivado no município.
03-Mapa: Aspecto Geográfico;
04-Coroa: Soberania Municipal;
05-Corrente:União através de elos fortes e inseparáveis;
06-Malho: Ferramenta usada na extração da pedra;
07-Bovino: Pecuária cultivada no município;
08-Chapéu: Curso Superior (UFPel);
09-Chave: Chave de abertura do município para recepção hospitaleira;
10-Livro: O poder legislativo leonense;
11-Muralha: a intransponibilidade de caminhos que não sejam o do bem servir;
12-Listas: Estradas possibilitando escoamento de produtos e ligação com outros municípios.
13-Leganda: Data de emancipação e Lex Pax = Lei e Paz em Latim.

sexta-feira, janeiro 05, 2007