quarta-feira, agosto 09, 2006

110 - Fazenda da Palma

por César Renato Reis Gomes.
No dia 29 de dezembro de 1941, o Governo do Estado do Rio Grande do Sul doa à Prefeitura de Pelotas um fração de terra medindo 12 milhões, 557 mil e 429 metros quadrados, localizada no então distrito do Capão do Leão, chamada Estância da Palma.

Em 19 de setembro de 1945, a União incorpora, como seu patrimônio, todos os bens livres pertencentes a Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel (FAEM), estando incluída a Fazenda da Palma, ficando esta sob a jurisdição do Ministério da Agricultura. Quando em dezembro de 1969 o decreto num 65.881 aprova o estatuto da fundação da Universidade Federal de Pelotas, estando incluída a FAEM, a então Estação Experimental da Palma (denominação que vigorava desde 1968) fica integrada à unidade educacional, e, após uma portaria interna da UFPEL, de 19 de janeiro de 1983, a Reitoria à vincula sob sua jurisdição.

Quando a portaria de 1 de outubro de 1986 cria o Conselho Diretor da Estação Experimental da Palma,... a instituição adquire autonomia para que surja o Centro Agropecuário da Palma, que: "...tem como principal objetivo apoiar as atividades de ensino, pesquisa e extensão, na área das Ciências Agrárias". (texto de apresentação do projeto de desenvolvimento do CAP, de 1987)

O Centro Agropecuário da Palma conta com 1257 hectares, sendo que 500 hectares são de terras baixas e 257 de terras onduladas. Possui 10 açudes, duas pedreiras e 5412 metros quadrados de área construída; segundo os registros do projeto de desenvolvimento de 1987.
[GOMES 1994] GOMES, César Renato Reis. Fazenda da Palma: Um Corte Histórico. Monografia para obtenção do Título de Licenciado em História. Orientadora: Lorena Almeida Gill. Pelotas: UFPEL/Departamento de História e Antropologia. dez/1994. 44p (Este documento encontra-se no Núcleo de Documentação Histórica da UFPEL.)

Nenhum comentário: