terça-feira, março 28, 2006

47 - Os Assumpção

A Família Assumpção iniciou suas atividades no Capão do Leão apartir de 1898, ano que faleceu o patriarca Joaquim José de Assumpção - Barão de Jarau. Segundo Fernando Luis Osório, o Barão possuia a maior fortuna do Rio Grande do Sul.

Joaquim José de Assumpção(1) nasceu em 28 abril 1829 em Pelotas. Ele faleceu em 12 abril 1898 em Pelotas. O Barão é filho de Maria Regina, neta e herdeira de Isabel Francisca da Silveira, compradora, junto com seu marido Manoel Bento da Rocha, das sesmarias doadas a Thomás Luis Osório (terras do Laranjal). O Barão de Jarau foi próspero charqueador e casou-se com Cândida Clara da Fontoura “Baronesa de Jarau”, irmã do Visconde da Graça, filha de João Simões Lopes e Izabel Dorothea Carneiro da Fontoura. Cândida nasceu em 10 de março de 1833 em Rio Grande. Ela faleceu em 27 de abril de 1895 em Pelotas. Eles tiveram os seguintes filhos
F1. Joaquim Augusto de Assumpção (Pavão 1), que foi Senador da república de 1913 a 1915, nasceu em 18 de julho de 1850 e faleceu em 2 de abril de 1916.
F2. Ernestina do Carmo de Assumpção nasceu em 24 março 1857.

Segunda Geração:

F1. Dr. Joaquim Augusto de Assumpção(2) nasceu e faleceu em Pelotas. Joaquim casou-se com Maria Francisca de Mendonça, filha de Francisco de Paula Jacinto de Mendonça e Maria Antônia da Cunha, em 18 de setembro de 1880 em Pelotas. Maria nasceu em 12 de outubro de 1859 em Pelotas. Ela faleceu em 27 de novembro de 1933 em Pelotas. Eles tiveram os seguintes filhos
N1.1. Joaquim Augusto de Assumpção Júnior nasceu em 4 de agôsto de 1881 em Pelotas. Ele faleceu em 20 agôsto 1948 em Pelotas.
N1.2. Francisco de Paula de Assumpção nasceu em 10 de agôsto de 1882 em Pelotas e faleceu no mesmo dia.
N1.3. Carlos Augusto de Assumpção (Pavão 2) nasceu em 15 de julho de 1883 em Pelotas.
N1.4. Luiz Augusto de Assumpção nasceu em 13 de setembro de 1884 em Pelotas. Ele faleceu em 23 de fevereiro de 1952 em Pelotas.
N1.5. Maria Augusta de Assumpção nasceu em 21 de setembro de 1885 em Pelotas. Ela faleceu em Porto Alegre.
N1.6. Noemia Augusta Osorio de Assumpção nasceu em 21 de outubro de 1887 em Pelotas. Ela faleceu em 1964. Noemia casou-se com seu primo-irmão Pedro Luis Osório (Pavão 7).
N1.7. Judith Augusto de Assumpção nasceu em 17 de novembro 1893 em Pelotas. Judith casou-se com Arthur Augusto de Assumpção (Pavão 5) , filho de Antonio Augusto Assunção e Leocadia da Silva Tavares, em 19 de dezembro de 1912 em Pelotas. Arthur nasceu em 11 de abril de 1887 em Pelotas. Ele faleceu em 26 de julho de 1975 em Pelotas.
N1.8. Ernesto Augusto de Assumpção nasceu em 12 de janeiro de 1895 em Pelotas. Ele faleceu em 1895.
N1.9. Francisca Augusto de Assumpção nasceu em 26 de abril de 1896 em Pelotas.
N1.10. Fernando Augusto de Assumpção (Pavão 8) nasceu em 10 de setembro de 1898 em Pelotas.
N1.11. Ernestina Augusto de Assumpção nasceu em 1 de novembro de 1900 em Pelotas. Ela faleceu em 4 de novembro de 1919.

F2. Ernestina do Carmo de Assumpção nasceu em Pelotas e faleceu no Rio de Janeiro. Ernestina casou-se com Fernando Luis Osório (Pavão 4), filho do Marechal Manoel Luis Osório (Marquês do Erval) e Francisca Fagundez, em 18 de outubro de 1878 em Pelotas. Fernando nasceu em 30 de maio de 1843 em Bagé. Ele faleceu em 26 novembro 1896 no Rio de Janeiro. Eles tiveram os seguintes filhos
N2.1. Manoel Luis Osório (Santana 4) nasceu em 28 de julho de 1880 em Pelotas. Ele faleceu em 1 dezembro 1949 no Rio de Janeiro.
N2.2. Joaquim Luis Osório nasceu em 12 de setembro de 1881 em Pelotas. foi sepultado em 9 outubro 1949 em Pelotas.
N2.3. Pedro Luis Osório (Pavão 7) nasceu em 29 de junho de 1883 em Pelotas. Ele faleceu em 2 de outubro de 1948 em Pelotas.
N2.4. Francisca Luis Osório nasceu em 6 de novembro de 1884 em Pelotas.
N2.5. Fernando Luis Osório nasceu em 3 de novembro de 1886 em Pelotas. Ele faleceu em 25 de fevereiro de 1939 em Rio Grande. Escreveu o livro “A Cidade de Pelotas” [OSÓRIO 1962] publicado em 1922 e reeditado em 1962.

Arthur Augusto de Assumpção(3), casado com Judith, era neto pelo lado materno do Barão de Santa Tecla. - Em 28 de julho de 1908 fundou a Granja São Joaquim no Capão do Leão e logo montou cabanha, galpões, casas de moradia, construindo o primeiro silo (construção impermeável para conservar produtos da lavoura ou forragens verdes) da região com capacidade para 350 toneladas.
Em 1917, ergueu uma capela na Granja São Joaquim que, durante longos anos, serviu de centro religioso do Pavão.
No dia 22 de outubro de 1917, Arthur Augusto de Assumpção realiza a importação de Rooje V, a primeira vaca holandesa vinda da Frísia para o Brasil, então aprimorando, cada vez mais, sua criação. Acabou reunindo nos seus plantéis, os mais famosos sangues da raça holandesa, como Martha Ridder Jean, Jonge Mein, entre outros.
Em 1931, na Exposição Agro-pecuária e Industrial de Porto Alegre, Arthur Augusto de Assumpção idealiza a criação de uma entidade que reúna os criadores de gado holandês. Quatro anos depois, conquista o título de ‘Grande Campeão do Centenário da Revolução Farroupilha’, com lote holandês apresentado na Feira de Porto Alegre. Em 1936, sob a presidência do Dr. Raul Pilla, então Secretário da Agricultura, Indústria e Comércio do Rio Grande do Sul, Arthur Augusto de Assumpção consegue ver concretizado a sua aspiração, pois é fundada a ‘Associação de Criadores de Gado Holandês’, da qual ele se torna sócio-fundador assinando a primeira ata da organização.
Em 1940, o touro Jambo conquista o troféu de Grande Campeão Brasileiro da Exposição Rural de Porto Alegre. A mesma feira consagra os produtos da Granja São Joaquim como “os que possuíam as características das mais nobres linhagens da raça holandesa”, e os restantes que figuram nesta mostra, levantam a maioria dos prêmios conferidos.
Em 1941, muitas cabanhas tem o lastro de seus rebanhos provenientes da Granja São Joaquim, quando Arthur Augusto de Assumpção vende o seu gado para quatorze estados brasileiros e para trinta e três municípios do Rio Grande do Sul.Em 1943, o Ministro Plenipotenciário do Brasil na Argentina, o político e literato Joaquim Francisco de Assis Brasil, presenteia a Arthur Augusto de Assumpção com um plantel de jersey, sendo retribuído, pelo fazendeiro, com um lote de holandês.
Em setembro de 1944, no Pavão, visitam a Granja São Joaquim, o Dr. Manoel Côrtes Correa Soares e o Dr. Júlio Paixão Côrtes, ambos da Secretaria da Agricultura do Rio Grande do Sul, e consideram o estabelecimento de Arthur Augusto de Assumpção “MODELO RURAL”, conferindo-lhe diploma em que se registra: “Homem de espírito dinâmico, voltado à propriedade do Rio Grande do Sul do Brasil”.
Em 1953, a vaca ‘Esperança Beth Leopoldo’ torna-se Grande Campeã do ‘IV Centenário do Estado de São Paulo’ durante a realizaçãao da Exposição Agro-pecuária e Industrial daquele Estado.
Em 1958, Arthur Augusto de Assumpção comemora ‘Jubileu de Ouro’ como criador de gado leiteiro e conquista, em São Paulo o Grande Prêmio Leiteiro com a vaca ‘Defesa’.” - Arthur fez muito pela cidade de Pelotas (que incluia Capão do Leão) e - “No ano de 1957, deu início ao loteamento do Balneário Valverde. Idealizou e fundou juntamente com seu irmão, Dr. Antônio Augusto de Assumpção Júnior, a Praia do Laranjal.” -.

(1) [JSLF 2006] [OSORIO 1962] Pag.201
(2) [OSORIO 1962] Pag.127
(3) Museu Helena Assumpção - http://www.museuhelenaassumpcao.com.br/museu.htm

[JSLF 2006] Site do Genealogista João Simões Lopes Filho. http://geocities.yahoo.com.br/josimo70/simoeslopes8-1.html 15/02/2006
[OSÓRIO 1962] OSÓRIO, Fernando Luis. A Cidade de Pelotas. 2a ed. Porto Alegre, Editora Globo, 1962. 237 p.

Nenhum comentário: