sábado, março 18, 2006

29 - Início do Século XX


Capão do Leão, no início do século XX era muito utilizado para veraneio pelos pelotenses, pois naquele tempo, as famílias de posse tinham como lazer chácaras, onde descansavam nos fins de semana aproveitando para fazer criação de animais domésticos e exercerem a atividade agro-pastoril, além de possuírem pomares de todos os tipos de frutas em grande escala.

Em 1910, Capão do Leão possuia 189 habitações sendo que 93 eram de material com vivendas elegantes, casas confortáveis com construção sólida, jardins caprichosos e pomares bem cuidados; e 96 de taipa com capim e telhas de zinco. A população fixa era de 709 pessoas divididas em 234 homens, 192 mulheres e 283 crianças (menores de 15 anos).

Mapa de 1911 desta região mostra:

- onde era sesmaria Santana, terras de: 1 - Dr. Edmundo Berchon des Essarts; 2 - Guido Gonçalves Chaves; 3 - Dr. Antônio Gonçalves Chaves; 4 - Dr. Manoel Luis Osório.

- onde era sesmaria Pavão, terras de: 1 - Joaquim Augusto de Assumpção; 2 - Carlos Augusto de Assumpção; 3 - Dr. Edmundo Berchon; 4 - Dr. Fernando Luis Osório; 5 - Ten. Arthur Augusto de Assumpção; 6 - Francisco A. Assumpção; 7 - Dr. Pedro Luis Osório; 8 – Fernando Augusto de Assumpção; 10 – Estância dos Três Capões; 11 – Cel. Alberto Rosa; 12 – Vila do Capão do Leão; 13 – Dr. Dario da Silva Tavares (E. Santa Tecla); 14 – José Brusque; 15 - Theophilo Z. Torres; 16 - Capella da Buena.

onde era sesmaria São Tomé, terras de: 1 – Baronesa do Arroio Grande; 2 – Alberto Roberto Rosa. (terras que estavam dentro do antigo 1o distrito de Pelotas - cidade)

Nenhum comentário: