quinta-feira, março 16, 2006

26 - Santa Tecla - Nossa Padroeira

Atualizado em 9/5/2006

Tecla nasceu pelos anos 30 depois de Cristo, em Ícone, na Licaônia. Seus pais, Mésimo e Teoclia, eram muito ricos, tinham muitos escravos e viviam em festas escandalosas. Tecla tinha repugnância por tudo aquilo. Buscava com ânsia a verdade. Estudou e se formou em Literatura e Belas Artes. Quando tinha 18 anos encontrou São Paulo e começou a seguí-lo. Mesmo após a morte dele, continuou o seu apostolado até idade avançada, defendendo os pobres, os escravos e formando comunidades cristãs. Tecla foi denunciada pela própria mãe, tendo sido feita prisioneira, foi condenada à morte. Começaram o mártirio querendo atirá-la às chamas, mas um violento temporal abateu-se sobre a fogueira ardente, apagando o fogo. Isto aconteceu, graças ao sinal-da-cruz que a santa fizera, invocando a proteção de Deus. Resolveram, então, atirá-la às feras, mas foi salva miraculosamente. Como colaboradora de São Paulo Apóstolo, Santa Tecla é tida como uma das mulheres mais célebres da antiquidade cristã.Faleceu aos 90 anos e sempre foi venerada como a primeira mulher mártir. Esta santa foi venerada tanto pela Igreja grega como pela Igreja romana. Foi exaltada por vários santos, entre os quais podemos citar alguns como: Santo Epifânio, São João Crisóstomo, São Metódio de Olimpo, Santo Ambrósio e outros. Santa Tecla foi proclamada a Padroeira do Capão do Leão em 6 de setembro de 1990. O dia de Santa Tecla é comemorado no dia 23 de setembro. Uma das comemorações foi descrita em matéria do Diário Popular de 30/9/1984 por Heloisa Assumpção Nascimento: “E continuaram a ser celebradascada ano, as festividades da Santa Tecla no Capãodo Leão, no dia 23 de setembro – ou na data mais aproximada dele, Assim, no domingo 28 de setembro de 1919, realizou-se a festa de costume. Houve vésperas solenes a 27 sábado. Serviram de Juízes o Dr. Dario da Silva Tavares e sua esposa, Dona Umbelina... O trem viera repleto de Pelotas para a Missa pela manhã. A tarde, saiu concorrida procissão ao som da banda de música leonense, Nova União. "


Tirado do texto SANTA TECLA – NOSSA PADROEIRA, publicado em [TRIBUNA DO SUL], Semana de 23-11-1991 a 30-01-1991, pág.4

Nenhum comentário: